Gazeta Policial - Mais que qualidade e inovação!: O dia em que o ramo policial parou! Gazeta Policial - Mais que qualidade e inovação!: O dia em que o ramo policial parou!

Adblock: Desative-o para nos ajudar com os anúncios no site. Agradecemos a colaboração.
O dia em que o ramo policial parou!
É possível que pela primeira vez desde 2006 não tenha sequer uma única polícia no ativa no Habbo Hotel BR/PT. Mesmo com todas as competições, ataques, discussões, conspirações que as polícias se envolvem, todos se uniram em um único objetivo de mostrar a insatisfação com as mudanças que virão á seguir.

A manifestação segue até a meia noite de hoje e ainda se afasta de um ponto final, com seus organizadores buscando formas de fazer com que o Habbo realmente escute os jogadores, ontem por exemplo a conta do twitter Habbo PT/BR fez uma pequena thread á respeito mesmo que genérica, e hoje pela manhã, os jogadores que entrarem hoje vão ser surpreendidos por um questionário sobre se você recomendaria o jogo pra algum amigo e ainda com justificativa. Uma luz?

RCC e outras gigantes do ramo amanhecem paralisadas.

Não é novidade que provavelmente o ramo policial movimente a maior parcela de jogadores atualmente, o jogo que viveu sua melhor época no início dos anos 2010, agora se enche de veteranos á cada dia que passa, e também mantém sobrevida ao mesmo já que são eles quem mais gastam.

Ranking de quartos amanhece sem polícias. (Hoje)

As teorias não param, e também o jogo deu pistas sobre porque houveram mudanças tão abruptas. A primeira é de que o jogo quer simplesmente eliminar os jogadores mais velhos á todo custo, existem realmente exemplos reais disso, como no caso da série de Pokémon, a Nintendo ao retirar a vantagem da Pokédex no último título, causou a fúria de jogadores antigos que jogavam a série desde 1996 e que guardavam seus mascotes á cerca de 24 anos.

A segunda é de que a venda de moedas por métodos ilegais realmente irritou a staff  á ponto de abdicar totalmente do RPG in-game. Não é possível entender de outra forma isso visto que os jogadores irão ficar pelo menos 6 meses (estimativa do Habbo) reféns da feira ou da loja do jogo, e que não será possível fazer trocas entre PvP. Afinal quando se tem uma grande parcela de jogadores com grandes quantidades de moedas mas poucos diamantes é sinal de que algo não estaria certo, seriam todos grandes empresários lucradores do jogo? Não, e parecem ter entendido isso.

Agora nesse cenário caótico os cambistas correm pra vender as moedas que lhes restam enquanto outros se perguntam se vale a pena comprar algo mais no Habbo. Depois do respiro que a pandemia causou no ramo com o retorno de jogadores, muitos esperam hoje uma espécie de 'Idade das Trevas', dezenas de polícias não terão os valores para manter um bom pagamento ou mesmo um método atrativo de pagar os oficiais.

Se o ramo policial vai morrer de vez? Talvez, mas com absoluta certeza os jogadores vão pensar duas vezes antes de abrir uma corporação e também claro no que se diz a adaptação não podemos subestimar a capacidade dos jogadores em contornar situações. Só existe uma certeza agora, tempos difíceis estão por vir.

30 de outubro de 2020

Gazeta Policial - Mais que qualidade e inovação!

-.TexasRed.-
0 Comentários
Lembre-se de colocar seu nick do Habbo no final do comentário,
com isso aumenta a chance de entrar para o usuário destaque como um usuário ativo no fã site e ganhar pontos para prêmios em Raros!

Postar um comentário