Gazeta Policial - Mais que qualidade e inovação!: Sec.Habbo - FACE Capitulo 2. Gazeta Policial - Mais que qualidade e inovação!: Sec.Habbo - FACE Capitulo 2.

    Vagas abertas. Clique aqui e Junte-se a nós preenchendo o formulário!
    Sec.Habbo - FACE Capitulo 2.
    Bem, a minha história na RHC foi vasta e cheia de ladrilhos, boas e más experiências, amizades e inimizades. Enfim, comecemos pelo princípio.
    Eu entrei como recruta na RHC em 14 de fevereiro de 2013 sendo o dono Gaaradaareia1, juntamente com ele na liderança estava douglasdol2, Pernalonga01, Lucka-Cintra e AndreysJr. Era mágico, a RHC estava no topo e eu era muito feliz ali. Fui até a patente de  Capitão,e entretanto a RHC foi passada do Gaaradaareia1 para o Pernalonga01, e todos os outros supremos pararam de jogar. Comprei então o cargo de Procurador, que na época era 55 câmbios, e comecei a ter muito mais destaque na RHC. "Perna" me apelidava de melhor funcionário e dizia que eu era igual a ele, porque todo sábado nas reuniões eu era promovido, tanto que "pularam" alguns cargos por eu ser destaque frequentemente. Pernalonga01 se revoltou contra o Gaaradaareia1 e fechou a RHC. Na semana seguinte, já em Abril de 2013, lucassochoski2, que era amigo de Danieljhimy (Supremo) da PHS [Polícia Habbiana Suprema], conseguiu fazer com que ele emprestasse a sua B2 à RHC, e veio um novo Supremo da PHS junto do Lucas, o Izaac145. Fiquei como Acionista, e na semana seguinte eu era Co-Fundador.  Em apenas dois meses, fui de recruta a Co-Fundador, apesar das calamidades que provocaram esse feito, foi esplêndido. E continuei a dar o meu máximo o dia inteiro, de manhã a noite, até que Lucas teve de fechar, porque Gaara iria reabrir a sua RHC e teríamos todos de ir para lá. Fui assim rebaixado cinco cargos, de Co-Fundador para Embaixador. E a cúpula administrativa eram só quatro pessoas, e somente o Gaara como Supremo, MayraCastrosz e Igor-Lima08 fundadores e Pernalonga01 Conselheiro. Mas o "Perna" ainda não havia ultrapassado o rancor que ganhara do Gaara, e atacou a RHC todos os dias até falir novamente. Só reabriria um mês depois, já em Julho de 2013, com Gaaradaareia1, Lucka-Cintra e Igor-Lima08 na Supremacia, e eu como Diretor, cada vez mais ia sendo reduzido e era difícil encarar isso, tendo em conta que meu sonho sempre tinha sido ser Supremo da RHC, mas o amor à polícia era mais forte, porém, eu nunca fui um “discípulo do Gaara” à semelhança de todos, eu sempre fui quase como um filho do Perna, e cresci sob ideias que ele me ia passando e eu ia obtendo mais experiência.
    E como todos sabemos ele foi um dos membros mais influentes de sempre da AT [Atividade Terrorista] no ramo policial e consequentemente eu entrei na AT neste período e atacava também polícias com o resto do grupo. Me tornei um cara bastante odiado, mas isso não me importava, e assim fui passando de cargo, bem mais devagar do que antes, e algum pessoal foi saindo até que quando cheguei ao cargo de Acionista me revoltei com o fato de meu melhor amigo, o Marcos551, por Gaara olhar para ele como seu discípulo e por saber que eu não o era, foi subindo os cargos dele bem mais rápido que os meus, sendo que eu trabalhava igual ou mais que o mesmo. Sendo assim, tomei a atitude de sair e comprei Diretor-Geral e depois Dono na PHS.
    Só regressaria mais ou menos um mês depois, em Acionista e já com meu amigo Marcos de Sub-Fundador, eu tinha ficado completamente para trás, me senti renegado e quase desisti do sonho de ser Supremo.
    Marcos chegou então na Supremacia e me promoveu para Co-Fundador, parecia que eu estava destinado a ficar naquele cargo para sempre, e que sempre seria um mero braço direito dos outros, até que no fim de dezembro de 2013, Marcos e Gaara foram haqueados pelo Igor-Patric e a RHC “acabou”, não havia mais nada.
    Uma nova esperança só surgiria em Fevereiro de 2014 quando Gaara reabriu a sua RHC com novos supremos, dduduzb03, .::.Fly.::. e –Sr.Vitor, numa base com mobis só do Dudu e do Fly. Vítor saiu antecipadamente e parou de jogar, e Gaara me colocou na Supremacia porque afirmava que a cúpula com aqueles dois, que eram novinhos no tempo, não daria certo. Fizeram até uma reunião de apresentação à minha Supremacia, contando com alguns mitos antigos. Dei um discurso épico, e no final todos se juntaram na minha volta para me dar um abraço. Foi o momento mais feliz em toda a minha carreira policial, e era difícil o comando, tendo em conta que toda decisão minha estava condicionada pelo fato de que se os outros dois não gostassem, poderiam dar "pickall" na base e a RHC perdia tudo. E isso ocorreu mesmo, em março de 2014, e nessa manhã, eu me senti totalmente perdido, Gaara havia parado e não tinha nada, eu também não tinha nada, estava sozinho comandando um povo que se encontrava tão perdido quanto eu, até que lucassochoski2 apareceu no quarto e se disponibilizou a emprestar uma base de rústico, sendo assim, começamos do zero novamente, desta vez sob os meus padrões e numa liderança praticamente sozinha (depois promovi o Yann1230 a Supremo, mas ainda não estava totalmente preparado para certas atitudes a tomar) e conseguimos lotar o grupo do Gaara da RHC a 50.000 membros. E quem diria, entrei naquele grupo quando tinha cerca de 25.000 membros comigo de recruta, e chegamos aos 50k quando Supremo, e no palanque aquela hora… Me senti super realizado… Depois disso passei a base para o meu quarto, com uma base quase totalmente minha (fui comprando com o tempo os mobis) e foi um sucesso! A RHC era muito feliz, mas havia algo que me atormentava, o fato de Yann não ter tido sua chance enquanto dono, e eu queria mesmo que ele sentisse a mesma felicidade que eu sentia.  Então em junho eu lhe passei a base e fui para a DOP [Departamento de Operações Policiais] adquirir experiência e aprender mais com o --spy--wolf--, que considero muito até hoje, e que me lembra do Gaara.
    Fizemos um acordo: ele ficaria com a RHC 4 meses, depois me devolveria. E a RHC caiu quando sai, porque me envolvi demais com o pessoal e eu era bastante carismático internamente, e vieram quase todos atrás de mim. Voltei somente um mês mais tarde, já com o –Sr.Vitor de Supremo novamente com o Yann, e ficamos os 3 no comando, levando a RHC a ser maior ainda. Mas em outubro, passados os 4 meses do trato, Yann não me quis devolver tudo aquilo que eu tinha conquistado praticamente sozinho na liderança e que ele apenas tinha herdado, se dizia mais merecedor que eu, e o povo sabia que isso não era verdade… E então começava a guerra civil da RHC, com dois ataques meus na RHC em tudo o que eu tinha conquistado, e tirado assim por justa causa, e a RHC se dividia em espírito: aqueles que apoiavam o Yann porque viam que lhes dava alguma garantia por ser ele o dono e aqueles que me apoiavam secretamente porque sabiam que eu tinha a justiça do meu lado, e claro, fui demitido e banido do quarto por três meses.
    Só em Dezembro é que pude estar oficialmente dentro de instalações da RHC, quando criei o Batalhão 2, e ficando assim o BT1 com Yann1230 e –Sr.Vitor e o BT2 comigo e com o Marcos551. Ao fim de três semanas, ainda antes do natal, fundimo-nos e ficamos ambos de Co-Fundador… Porém a minha presença ainda era incómodo para alguns lá dentro e certo dia decidiram colocar equivalência de cargos na RHC sem me falar, e eu nessa reunião apresentei vários motivos, incluindo eu ter testado o Gaara, também e não ter dado muito certo tendo em conta o estilo da RHC, e todos ficaram do meu lado, e Yann estava vendo aquilo e não estava gostando por ser eu na frente... Então depois chegou a kshirloca, que agora era fundadora, e nem vendo o que se passou, foi falar para o Gaara que eu estava organizando uma rebelião contra o Yann e fui demitido sem dó e “banido de ser funcionário” para sempre por Gaara. E eu achei que tinha terminado tudo aqui, já tinha praticamente t desistido. A sequência do Yann se seguiria para sempre e o ódio que se espalhava sobre a minha pessoa seria eterno e eu seria apagado da história da empresa que eu tanto amei e amo.
    Em abril de 2015 a RHC entrou numa crise profunda que durou até fevereiro de 2016, e Vítor saiu em agosto criando a DMH [Departamento Militar Habbiano], kshirloca e yann saíram em outubro, e quem eu achava que seria o sucessor, era o fundador Mr.Hippei, que também por conseguinte me odiava, mas ele também saiu, e essa foi a salvação da RHC de hoje. Quem subiu a supremacia foi o Juniorteranik1 que era e é como um filho para mim e sempre esteve do  meu lado, e foi ele que me fez voltar, porém como Sub-Fundador, pois o resto da fundação todo me repugnava, apesar de terem de me aturar. A RHC se recuperou ligeiramente, mas decaiu um mês mais tarde, e quando Junior saiu, todos os da fundação saíram juntos, pois sabiam que era eu quem seria o sucessor dele. E a RHC então ficou sem rumo. Tinha cerca de 50 funcionários no total, e eu estava sozinho na supremacia, e foi muito difícil, foi a pior crise da história e ainda por cima a crise do Habbo havia começado. Eu pensei mesmo em desistir, mas esses poucos funcionários me deram força que me faltava e é a eles que eu devo tudo o que conquistei pela segunda vez nessa RHC de hoje, que conta com mais de 400 funcionários. É à eles se tem de dar o mérito pela subida da RHC, e aos novos que se foram juntando a nós nesta jornada.
    Retirei o sistema de “banimento de ser funcionário” e estabeleci uma RHC liberal e com liberdades como nunca até hoje existiram e com valores a manter, eu conquistei tudo o que sonhei por duas vezes, contra tudo e contra todos.
    Atenciosamente, presidência do Gazeta Policial.

    1 Comentários
    Anônimo

    Porque a RHC acabou?

    Lembre-se de colocar seu nick do Habbo no final do comentário,
    com isso aumenta a chance de entrar para o usuário destaque como um usuário ativo no fã site e ganhar pontos para prêmios em Raros!

    Postar um comentário